Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Prato Para Todos bate recorde de doações

Publicação:

Do dia 22 até o dia 29 de dezembro, foram distribuídas 47 toneladas de hortifrutigranjeiros
Do dia 22 até o dia 29 de dezembro, foram distribuídas 47 toneladas de hortifrutigranjeiros
Por Nathalie Sulzbach - Ascom SDR

O Prato Para Todos, que foi transformado em programa de Estado por meio de decreto assinado pelo governador, José Ivo Sartori, em outubro do ano passado, bateu recorde de doações no final de Dezembro. Do dia 22 até o dia 29, foram distribuídas 47 toneladas de hortifrutigranjeiros, das quais 22 toneladas foram entregues diretamente pelo caminhão do programa para as comunidades da Vila Humaitá, Vila Cascata, Vila Glória, Mario Quintana e Nova Esperança e 25 toneladas para as entidades cadastradas no programa. Além deste recorde, uma parceria com a Emater, conveniada da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), uma das idealizadoras do programa em conjunto com sua vinculada, Ceasa, possibilitará com que todo produto recolhido para classificação e análise, após os trâmites legais, sejam doados ao programa. Na última segunda-feira (8),  a Ceasa recebeu a primeira doação, de 400 quilos de arroz. A partir de março, as doações deverão ocorrer mensalmente, incluindo outros grãos além do arroz.

De acordo com o presidente da Ceasa, Ernesto Teixeira, a transformação do Prato Para Todos em programa de Estado abriu esta possibilidade, de receber doações de grãos e alimentos diversos de programas federais e estaduais. "Isso representa o maior avanço de todos os tempos, uma vez que deixamos de ser um programa de complementação alimentar para ser um programa de alimentação", destacou.

“O Prato Para Todos foi idealizado pela Ceasa, em conjunto com a Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), o Gabinete de Políticas Sociais e parcerias do Sistema Fecomércio/Sesc e Seven Boys. Os dois anos de êxito da ação , com média de 50 mil pessoas alimentadas por mês, colaboraram para que ele se tornasse um programa de Estado”, lembrou o secretário da SDR, Tarcisio Minetto.

Atualmente, O Prato Para Todos alimenta cerca de 50 mil pessoas por mês com custo praticamente zero, já tendo capacitado mais de quatro mil pessoas em oficinas de combate ao desperdício de alimentos, além de contribuir para recuperar 150 jovens dependentes químicos, que atuaram como voluntários na busca e na seleção dos alimentos que são doados diariamente por atacadistas e produtores da Ceasa/RS.

A Ceasa tem um cadastro de entidades beneficiadas que são monitoradas sistematicamente, como creches comunitárias, instituições filantrópicas, asilos e entidades, oficialmente registradas, que tratem de crianças ou pessoas em vulnerabilidade social.

Além de prover alimentação, o programa também educa. Um ônibus-escola do Sistema Fecomércio/Sesc percorre entidades e associações comunitárias cadastradas, e nutricionistas ministram cursos sobre aproveitamento integral de frutas e legumes, no preparo de várias receitas. Os participantes recebem um livro com as receitas. Além de capacitar cozinheiras, o Sesc também leva equipamentos de lazer para crianças em suas visitas educacionais. 

Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo